Eduardo Castro

Eduardo Castro nasceu em São Paulo(SP) no dia 17 de novembro de 1974. É formado em jornalismo pela Facasper/SPdesde 1996. Fez cursos de rádio e telejornalismo na Voz da América (VOA) e NPR,e estágios na CNN (Atlanta, 2005) e BBC (Londres, 2006), especializando-se em documentáriose longas reportagens.

Iniciou a carreira em 1995 como repórter do Grupo Bandeirantes em São Paulo /SP. Na emissora trabalhou em praticamente todos osveículos de rádio e TV do grupo, em São Paulo, Brasília e nos Estados Unidos.Foi repórter, produtor, editor, âncora e diretor de jornalismo da sucursal deBrasília/DF. Na emissora trabalhou também como âncora do jornal Primeira Hora eapresentador substituto do Pulo do Gato e do Jornal da Band.

Entre2000 e 2001 foi correspondente da CNN Radio em espanhol em Brasília/DF e acumulou o trabalho no serviço brasileiro da Voz da América (VOA); depois foicorrespondente em Washington, nos EUA, por cerca de dois anos, onde cobriuassuntos gerais do Brasil no exterior.

 

Em2007, foi assessor especial do Ministro Franklin Martins na Secretaria deComunicação Social da Presidência da República (Secom); na época trabalhou com o grupoexecutivo que criou a lei que estabeleceu as regras para a comunicação públicano Brasil.

 

De2008 a 2010 atuou como gerente executivo de jornalismo da Empresa Brasil de Comunicação ? EBC (empresa dogoverno federal) no qual supervisionava a produção jornalística de todos os veículos daempresa.

 

Em2010 foi consultor da TV Miramar (emissora da Rede Record em Moçambique)na África Austral ecorrespondente da EBC no país, onde permaneceu por quase dois anos. Foi nessaépoca que lançou o Blog ElefanteNews com o lema: Trombando com as notícias,sempre contra a manada – para relatar a experiência no exterior. 

 

No final de 2011 foi nomeado pela Presidência da República o diretor geral da EBC, com sede em Brasília/DF, com a missão de colaborar com aconstrução da comunicação pública no Brasil.

 

Em20 anos no jornalismo Eduardo Castro destaca que esteve em mais de 40 países e 20 Estados brasileiros comoenviado especial dentre os quais participou de coberturas especiais como os atentados de 11 de setembro (2001); o massacre de Eldorado dos Carajás (1996); o sequestro à casa doembaixador japonês no Peru (1996); cobriu as eleições americanas de 2000 e2004; os funerais do Papa João Paulo II (2005); o Fórum Social Mundial em Dakare Senegal; as eleições em Ruanda (2010); as Copas da França (98); daCoreia-Japão (2002) e do Mundo da África do Sul (2010); as Olimpíadas de Atenas(2004) e fez viagens presidenciais a países árabes, China. Ainda como destaque,mediou debates de candidatos a governador e prefeito; transmitiu missas, corridas de São Silvestre e narrou ao vivo audiências de CPIs.

 

 

 

 

 

Atualizadoem maio/2012 – Portal dos Jornalistas.

Fonte: 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *