Empresa também ganha concurso de boas práticas de ouvidoria da CGU

EBC vence Prêmio ANA com série de reportagens sobre a seca no Brasil
Capa da série Vidas Secas no País das Águas, da EBC

A série Vidas Secas no País das Águas, produzida pela equipe web da EBC e veiculada pela Agência Brasil, venceu a categoria Comunicação do Prêmio ANA 2020. Os ganhadores foram anunciados em 22/3, Dia Mundial da Água. Os conteúdos foram produzidos por Luiz Cláudio Ferreira. Um dos repórteres e editor na equipe, ele lembra que o prêmio é resultado de um trabalho colaborativo, feito por muitas mãos: “No Brasil, historicamente, há muitas pessoas sem água e, ao mesmo tempo, água potável em fartura. Foi um grande momento nosso de produção. Muita gente trabalhou com muito carinho pra falar de um tema científico e humano, que é a falta de água”.

Também estão na equipe: Edgard Matsuki, Fabíola Sinimnú, Líria Jade, Luiz Cláudio Ferreira e Priscila Ferreira (reportagem); Ana Elisa Santana, Carolina Pimentel, Ligya Carvalho, Nathália Mendes e Noelle Oliveira (edição); Alexandre Krecke e Marcelo Nogueira (produção visual e implementação); Daniel Dresch e Cid Vieira (Infografia); e imagens de Gustavo Gomes e Tiago Moreira, além de cedidas por ANA e Agência Brasil.

Esta edição recebeu 695 inscrições. As reportagens da EBC concorreram com o documentário Dessalinizada, Água do Mar Pode Equilibrar Abastecimento, de Jusciane Matos de Lima, da TV Justiça, e Guerra da Água, de Patrik Camporez, do Estadão.

Boas Práticas da Rede Nacional de Ouvidorias

A EBC também ganhou o IV Concurso de Boas Práticas da Rede Nacional de Ouvidorias, promovido pela Controladoria-Geral da União (CGU). O projeto Ouvidoria Inclusiva, destinado ao público surdo, venceu a categoria Tecnologia, Segurança da Informação e Proteção de Dados Pessoais. O anúncio foi feito em 16/3, durante evento online em homenagem ao Dia do Ouvidor.

De acordo com Christiane Samarco, ouvidora da EBC, o serviço é fundamental para garantir o exercício da cidadania a 11 milhões de brasileiros surdos, muitos dos quais só puderam criticar, solicitar e apresentar sugestões à Agência Brasil, à TV Brasil e às rádios EBC a partir do momento em que a Ouvidoria passou a receber e responder mensagens em Libras. As mensagens são recebidas pelo 61-99862-1971 (WhatsApp). As intérpretes de Libras da EBC traduzem o conteúdo, que é repassado para as áreas. A partir das informações, um vídeo em Libras é gravado e enviado como resposta ao cidadão.

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments