Pública apresenta especial interativo sobre vigilância

A Agência Pública lançou nessa terça-feira (31/1) o Especial Vigilância, produto multimídia resultado do segundo laboratório de experimentação em jornalismo, promovido na Casa Pública, no Rio de Janeiro. Ao longo de quatro meses, a equipe da Pública investigou os diferentes aspectos do uso de monitoramento e vigilância na segurança pública desde os megaeventos esportivos. O especial aborda o novo vigilantismo no Brasil por meio da linguagem transmídia, em que a forma é tão importante quanto o conteúdo. A produção conta com reportagens especiais, entrevistas, depoimentos de pessoas que foram alvo de perseguição e monitoramento, além de uma Loja de Souvenirs, que mostra os equipamentos de vigilância adquiridos para monitorar os megaeventos e que hoje estão nas mãos das polícias militares. Uma das grandes inovações do Especial Vigilância, de acordo com a Pública, é que a história se desenvolve segundo a inclinação do leitor. Na seção denominada Infiltrados, o usuário se depara com um jogo de esconde-esconde que proporciona a experiência de interagir com uma imagem para descobrir os policiais infiltrados em uma manifestação. Se bem-sucedido, o leitor vai conhecer histórias de infiltrados da polícia em movimentos sociais durante a Copa do Mundo e a Olimpíada 2016. Um bom exemplo de gamificação da informação. Vale conferir!