APOIO

PUBLICIDADE

Odebrecht
$('#fade').cycle();
6160

Home >> Perfil

Victor Lopes

Victor Lopes

Especializado em Construção Civil e Política. Vivenciou a experiência em jornais no interior paulista e teve atuação nos mais diversos veículos: jornais, revistas customizadas, rádios e, agora, web. É bacharel em Jornalismo e fez o curso Formação de Governantes, na Escola de Governo/USP

Victor Lopes nasceu em Lucélia , cidade que fica no oeste paulista, região de Presidente Prudente, na véspera do Natal: 24 de dezembro de 1961. Na vida acadêmica a primeira graduação foi em 1984, Jornalismo, na Universidade Bráz Cubas (UBC), de Mogi das Cruzes (SP). Na sequência começou a pós-graduação, 1991, em Administração de Marketing na Universidade Paulista (Unip/SP), que acabou não concluindo para dedicar-se inteiramente ao Jornalismo. Um novo curso, o de Formação de Governantes, equivalente a uma pós-graduação, mostrou-se, no entanto, muito importante para as atividades que iria desenvolver na Imprensa. Foi concluído em 1996, na Escola de Governo da Universidade de São Paulo (USP/SP), desenvolvido em parceria com a Associação Brasileira de Formação de Governantes.

Começou a carreira aos 15 anos, em 1977, na rádio Difusora de Lucélia (SP). Lá teve inicialmente a atividade de técnico de som, mas também a de repórter nas competições esportivas. A partir dessa atuação começou a considerar a ideia de ser jornalista. No Jornalismo Profissional, o primeiro emprego foi em 1983, quando estagiou na rádio Metropolitana de Mogi das Cruzes (SP). Trabalhou na editoria de Geral. Em 1985, passou pelos jornais Nova República e Morar Bem, da Construtora Lello. O Nova República cobria Guarulhos (SP) e a Zona Leste de São Paulo (SP) e era veiculado pela empresa jornalística W. S. Figueiredo.

Logo depois, teve a oportunidade de atuar no Diário de Guarulhos (SP), na editoria de política, como repórter e redator. Foi nessa época, 1985, que teve a oportunidade de cobrir a morte e enterro do presidente Tancredo Neves (1910-1985), na capital paulista. "Apesar do ex-presidente ter sido eleito pelo voto indireto de um colégio eleitoral, ele era a esperança nacional da Democracia", recorda-se. "Mas, adoeceu gravemente, em 14 de março do mesmo ano, véspera da posse, morrendo 39 dias depois, sem ter sido empossado. A ocasião era de luto nacional."

No ano seguinte teve uma experiência em Publicidade, quando passou pela Incentive House Promoções e Participações na área de Criação e posteriormente como redator publicitário. Entre 1986 e 1987, foi repórter e redator na Revista das Crianças e na agência Tríade Publicidade, onde produzia informativos house organs para a Telefunken, Ibragel, Fram, Wapsa e Corning Brasil.

Desde 1988, exerce as funções de revisor, repórter, redator, editor e atendimento à Imprensa na Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) onde é jornalista sênior.

Em 2001 fez o curso de Corretor de Imóveis, do Conselho Regional de Corretores de Imóveis no Estado de São Paulo, o que lhe permitiu ampliar seus conhecimentos na área de construção civil, e integrá-los a atividade solicitada pela função. O cargo lhe possibilitou cobrir a posse de vários governadores paulistas, desde Mário Covas, passando por Geraldo Alckmin, José Serra e Alckmin de novo.

Acumula ainda a atuação de comentarista esportivo na rádio web Antena Verde, no programa Debate Esportivo.


Atualizado em outubro/2012 – Portal dos Jornalistas
Fonte:
Informações prestadas pelo próprio jornalista

Fiat_Institucional
Newswire
OPN Eventos
MT Viagens
Mais Premiados
Comunique-se
Doe Agora (Abrinq)