Mino Carta deixa de escrever editoriais para CartaCapital

Descrente nos rumos do País, Mino Carta, fundador e diretor de Redação de CartaCapital, escreveu na edição desta semana da revista o que ele afirma ser seu último editorial.

Com o título Sonho e realidade, arrematado com o olho Diretas antecipadas são a solução inteligente e pacífica, mas a casa grande vai resistir, Mino faz uma cética análise da situação política do País e de seu futuro, para concluir com desesperança:

“Sinto muito comunicar aos nossos fiéis leitores que este é o meu último editorial, só voltaria a escrever se as diretas fossem convocadas sem maiores delongas e se, finalmente, a justiça fosse feita. Minha ausência neste espaço não significa que abandono a pequena e valente equipe de CartaCapital, de honestos praticantes do jornalismo, tanto mais em um momento de dificuldade extrema. Estamos asfixiados financeiramente por um governo ilegítimo, sabidamente corrupto, e pelo abandono de setores do empresariado que outrora tinham maior compromisso com a diversidade e a pluralidade.”

Confira a íntegra do editorial.

5 comments

Get RSS Feed
  1. Rosinete Aquino

    Lamento profundente; perda p o jornalismo serio e honesto do Brasil. Fico desanimada e preocupada; fara muita falta.

  2. Marli

    Como assim? Vc nao e do partido dos trabalhadores ? Vc ta reclamando de justica? Me poupe se for um jornalista realmente serio e imparcial teria notado q esta do lado errado da historia. E a justica trabalhando em prol do povo honesto e trabalhador aquele q gera divisas a esse pais e onde os corruptos se aproveitam de seus cargos para enriquecer. E uma pena seu jornalismo seria bom se estive no lugar certo. Patria Familua Liberdade e isso e que vale para uma nacao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *