Luiz Felipe Campos resgata caso do massacre da Granja de São Bento

Luiz Felipe Campos lançou na última semana O massacre da Granja de São Bento (Cepe), livro em que revela novos detalhes sobre a emboscada que, no período da ditadura militar, dizimou parte dos militantes da Vanguarda Popular Revolucionária em um sítio na cidade de Abreu e Lima, em Pernambuco. A obra traz documentos e relatos de personagens, inclusive de Cabo Anselmo, responsável pela ação, e é resultado de um trabalho de cinco anos do jornalista pernambucano. Ele entrevistou mais de 50 pessoas em diferentes países.

A chacina de 8 de janeiro de 1973 foi responsável pela morte de seis militantes da VPR. “A perícia se limitou a descrever a cena, dizendo quantos tiros cada um tinha levado e quantas cápsulas o revólver de cada um dos militantes tinha disparado. Foi um teatro com armas plantadas para simular a ocorrência de um tiroteio, quando na verdade o que houve foi uma execução”, relatou Campos ao UOL.

A obra conta ainda a luta dos familiares dos guerrilheiros mortos para restabelecer a verdade do que aconteceu em janeiro de 1973.

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *