Jornalistas japonesas se mobilizam contra assédio sexual

Jornalista japonesa Yoshiko Hayashi durante coletiva de imprensa

A Women in Media Network Japan está reunindo uma série de depoimentos de jornalistas que sofreram algum tipo de assédio nos últimos anos. Segundo Yoshiko Hayash, criadora da entidade, as jornalistas japonesas tradicionalmente se calam por medo de quebrar o elo com suas fontes e da reação do público.

A iniciativa surgiu depois do escândalo causado por um caso de assédio sexual de uma jornalista por um alto funcionário do Ministério das Finanças. Após o caso, o vice-ministro das Finanças Junichi Fukuda foi forçado a renunciar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *