Zélia Leal Adghirni

Zélia Leal Adghirni é formada em Biblioteconomia e Comunicação/Jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrjs/RS), em 1971. Fez mestrado em Organização Editorial de Jornais no Instituto Francês de Ciências de Imprensa da Universidade de Paris II (Paris/França), em 1980. É PhD em Comunicação da Informação pela Universidade de Grenoble III (Grenoble/França), em 1983, e fez pós-doutorado em Novas Tecnologias e Jornalismo Online na Universidade de Rennes I (Rennes/França), no ano 2000.
Exerceu a profissão de jornalista durante cerca de 20 anos, no Brasil, na França e no Marrocos, passando pelas redações de O Estado de São Paulo, Zero Hora, Coojornal, Le Matin du Sahara e L?Opinion. Lecionou na Escola Superior de Jornalismo de Rabat (Marrocos), em 1985 e 1986, no Instituto de Estudos Políticos (IEP) de Rennes 1, em 2000, e foi professora visitante da Cátedra Unesco de Jornalismo do Instituto de Comunicação e das Mídias da Universidade Stendhal, de Grenoble, em 2007.
Está ligada à Universidade de Brasília (UnB) desde 1991, onde, como professora associada, ministra aulas nas disciplinas Introdução ao Jornalismo e Análise e Opinião, no nível de graduação, e Oficina de Comunicação 1: Estudos de Jornalismo, Estudos de Mídia 1, Oficina de Jornalismo Impresso, Seminário de Jornalismo e Tópicos Especiais em Jornalismo Político, no nível de pós-graduação. Foi chefe do Departamento de Jornalismo e coordenadora do programa de pós-graduação (PPG/FAC) na instituição. Sua atual linha de pesquisa é a relação jornalismo e sociedade, com ênfase nas mutações no jornalismo e as novas tecnologias digitais.
É membro fundadora da Sociedade Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (Sbpjor), sócia da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) e membro do grupo de pesquisa internacional Réseau d?Etudes de Journalisme (REJ), com laboratórios de universidades francesas e canadenses. Faz parte do corpo editorial da Brazilian Journalism Research e de outras publicações brasileiras.
Publicou artigos nos jornais Correio Braziliense (DF), Jornal do Líbano (SP) e Folha de S.Paulo (SP) e nas revistas científicas Tiers Monde (Paris), Comunicação e Espaço Público (UnB/DF), Contracampo (UFF/RJ), MédiaMorphoses (Paris), Ícone (MG), Estudos em Jornalismo e Mídia (Ufsc/SC), Líbero (SP), Brazilian Journalism Research, Veredas (Unimar/MA), Humanidades (DF) e No Texto (Ufrgs/RS).
É organizadora, com Thaís de Mendonça Jorge, do Manual de Redação e Estilo de Comunicação (CNI, 2006) e colaborou com textos em diversos livros, entre eles Narrativas a Céu Aberto: Modos de Ver e Viver em Brasília (UnB,1998), Incompreensão das Diferenças: 11 de Setembro em Nova York (Iesb, 2002) e Jornalismo On-line: Modos de fazer (PUC/RJ, 2009).
É mãe do jornalista Samy Adghirni, correspondente estrangeiro da Folha de S.Paulo em Teerã (Irã). Zélia escreveu comovente artigo para o portal Sul21, em 3 de fevereiro de 2011, descrevendo telefonema que acabara de receber de Samy, então trabalhando como enviado especial ao Egito da Folha de S.Paulo.
Atualizado em dezembro de 2011.
Fontes:
Arquivo da Jornalistas & Cia.
 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *