Suzana Herculano

Suzana Herculano-Houzel é carioca, nasceu no Rio de Janeiro, em 1972, é bacharel em Biologia Genética, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 1992. Concluiu mestrado em Neurociências, em 1995, na universidade dos Estados Unidos, Case Western Reserve University, Cleveland, no estado de Ohio, com o estudo ‘História de Landis’.

Em 1999 tornou-se, Ph.D. (1998) em Neurociências pela The Pierre-and-Marie-Curie University, conhecida como Universidade de Paris (em francês: Université de Paris Université Paris VI). Doutorado que teve como mestres Yves Frégnac e Max-Planck-Institut para pesquisa do Cérebro, com Lobo Singer. O pós-doutorado concluiu na Alemanha pelo Instituto Max Planck (1999), também em neurociências.

Neurocientista treinada nos Estados Unidos, França e Alemanha. Professora adjunta associada do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, desde 2002, além de dirigir o Laboratório de Neuroanatomia Comparada.

Cientista, do Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq) desde 2007; Jovem Cientista do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ, 2007-2009) e Cientista do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ, 2009-presente).

Suzana Herculano-Houzel é neurocientista de plantão desde 1999. Começou a fazer divulgação científica e criou o hábito de pensar no lado “cerebral” de tudo o que acontece ao seu redor. O hábito pegou em 2000, quando criou o site O Cérebro Nosso de Cada Dia, e em 2006, quando começou a escrever uma coluna para o caderno Equilíbrio do jornal Folha de S.Paulo.

Continua como redatora regular para o jornal Folha de S.Paulo, escreve às terças, a cada 15 dias. Com foco em neurociência trata de debulhar os assuntos para o entendimento geral. Em um de seus posts em janeiro de 2014, por exemplo, abordou o Piscar. Explicou que o simples ato de fechar e abrir rapidamente os olhos “abre uma janela de descanso da demanda atencional, uma interrupção que também facilita a mudança de foco de atenção”.

Desde 2008 é apresentadora e roteirista do quadro Neurológica, do programa  Fantástico, da TV Globo.

Recebeu o Prêmio Acadêmico em Compreendendo a cognição humana, da James S. McDonell Foundation de 2010.

Em 1999 voltou de Paris ao Brasil e passou a dedicar-se à divulgação científica, e para o lançamento do site Cérebro Nosso de Cada Dia, (Vieira & Lent, 2002), com o apoio da FAPERJ e do CNPq. Criou também um site com o mesmo nome, onde estão informações, novidades, jogos, exercícios para o cérebro, charadas, vídeos e até um guia básico de neurociência. E, para entender tudo o mais, há um glossário esclarecedor.

Autora de seis livros para o público em geral sobre a neurociência da vida cotidiana, com mais de 80.000 cópias vendidas. Produziu inúmeros artigos científicos, além de textos e colunas para revistas e jornais. É membro do corpo editorial da Revista Neurociências e colaboradora de Jorge Zahar Editor.

Empenhada desde 1999 em trazer ao público não-especializado os conhecimentos que a neurociência gera sobre o ser humano e examinar como eles se aplicam ao nosso dia-a-dia, lançou ainda os livros: Sexo, Drogas, Rock and Roll… & Chocolate (Vieira & Lent, 2003), O Cérebro em Transformação (Objetiva, 2005), Por que o Bocejo É Contagioso? (Jorge Zahar Editor, 2007), Fique de Bem com seu Cérebro (Sextante, 2007) e Pílulas de Neurociência para uma Vida Melhor (Sextante, 2009)

Assina o artigo sobre o número de neurônios no cérebro humano, publicado em 2009 no Journal of Comparative Neurology. O artigo detém a marca do maior número de downloads no site do JCN. No site dela o artigo está disponível para quem quiser e ela explica: “somos os maiores contribuintes para ‘aumentar’ o fator de impacto da revista nos últimos anos. Ah que gratificante, em tempos de reclamações generalizadas sobre ciência brasileira insignificante. A nossa não é. Só falta o CNPq notar isso”.

Uma das apresentações de Suzana Herculano pode ser acessado na ‘Galeria’ deste perfil: Uma Ideia Surpreendente Sobre o Cérebro Humano (legendado).      

Suzana Herculano em entrevista à Folha em maio de 2016, disse que vai deixar o Brasil. Suzana falou ao jornalista Reinaldo José Lopes, em matéria especial para a Folha de S. Paulo. Afirmou que “o engessamento me fez deixar o pais”. Ela disse que está prestes a trocar o Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ pela Universidade Vanderbilt, em Nashville (EUA). “É um engessamento que se aplica a vários aspectos a questão salarial, a essa ideia de isonomia que é 'maldita' para a academia”, explicou ela.

 

Atualizado em maio/2016  – Portal dos Jornalistas

Fontes:

http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2016/05/1767938-engessamento-me-fez-deixar-o-pais-diz-a-neurocientista-suzana-herculano.shtml

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/suzanaherculanohouzel/2014/02/1407089-piscar-descansa-o-cerebro.shtml

http://www.suzanaherculanohouzel.com/reprints/

http://www.suzanaherculanohouzel.com/

http://www.suzanaherculanohouzel.com/about-me/

https://www.facebook.com/suzana.herculanohouzel

Créditos das fotos: Beto Felício (banner do site) e Lucas Herculano-Houzel

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *