Paulo Campo Grande

 

Paulo Campo Grande, o PCG, nasceu no dia 30 de outubro de 1964. Formou-se em Comunicação Social/Jornalismo nas Faculdades Integradas Alcântara Machado (FIAM/SP), em 1989. Também é piloto de competições automobilísticas, formado na Escola de Pilotagem Interlagos.

Começou sua carreira jornalística em setembro de 1990, como repórter n’O Estado de S. Paulo (SP), onde permaneceu até outubro de 1991. Foi depois trabalhar como repórter no caderno Jornal do Carro do Jornal da Tarde (SP), onde ficou até maio de 1994.

Mudou-se para os Estados Unidos, de onde enviava matérias como freelancer.

Voltou ao Brasil em dezembro de 1998 para assumir a coordenação de Imprensa da DaimlerChrysler do Brasil. Saiu da montadora em dezembro de 2000 para ser editor responsável pelos testes da revista Quatro Rodas (SP), onde permanece até hoje. Em setembro de 2003, publicou textos na revista AutoBild (Alemanha).

Mantém no portal Abril.com o Blog do PCG, onde responde perguntas e esclarece dúvidas dos leitores, dá informações da indústria e do mercado automobilístico e conta histórias sobre os carros que já avaliou. Sonha em pilotar, um dia, um Bugatti Veyron.

Como piloto, fez cursos de direção defensiva na DaimlerChrysler (Alemanha), de direção segura na BMW Driver Training, de combustíveis e lubrificantes no Instituto de Motores Independente, e de suspensão e de eletrônica veicular no Centro Universitário da Fundação de Ciências Aplicadas, (antiga Faculdade de Engenharia Industrial – FEI).

Em 2014 lançou o livro O homem que dirigiu tudo. Na obra estão algumas das histórias mais interessantes dos carros que marcaram os mais de 20 anos de carreira de Paulo Campo Grande. Ele teve o prazer de dirigir mais de mil carros e viajar para diversos lugares do. Pelas mãos dele, passaram desde um Fusca a um carro de Fórmula 1. Antes, mas no mesmo ano, lançou Jornalismo Automotivo pela B4 Editores.

Em abril de 2015 foi eleito entre os +Admirado da Imprensa Automotiva, conquistou a segunda colocação nas duas fases da eleição: 1ª fase: 67 votos (2º lugar) / 2ª fase: 5.257 pontos.

Com a reportagem Bem-vindo ao futuro, publicada na edição 689 da revista Quatro Rodas, de novembro de 2016, venceu em junho de 2017 o Prêmio AEA de Meio Ambiente, na categoria Jornalismo. “Para produzir esse trabalho, experimentei esse veículo nas ciclovias de Londres, cidade pioneira nesse tipo de mobilidade. Foi surpreendente o quanto me senti seguro andando com aquele veículo no meio do trânsito londrino, incluindo os ônibus de dois andares, sem também despertar qualquer estranhamento nos outros condutores”, declarou o jornalista em entrevista ao Jornalistas&Cia Imprensa Automotiva.

 

 

Atualizado em junho/2017 – Portal dos Jornalistas

 

Fontes:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *