Marta Vieira

Marta Vieira Silva nasceu em Belo Horizonte (MG), em 11 de janeiro de 1963. Estudou Comunicação Social com ênfase em Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC/MG) e se especializou em Formação Política e Econômica da Sociedade Brasileira no Centro Universitário Newton Paiva.
 
Atua, desde 1989, no jornal Estado de Minas, dos Diários Associados, onde é repórter do caderno de Economia. Entre 1988 e 1989, foi repórter de economia do Diário do Comércio, e, entre 1992 e 1995, atuou como Assessora de Imprensa da Associação Brasileira de Carvão Vegetal.
 
Paralelamente aos serviços nas redações, fez colaborações para as revistas Veja e Exame, da Editora Abril (1990-1991) e produziu reportagens para a revista Rumos do Desenvolvimento, da Associação Brasileira de Instituições Financeiras de Desenvolvimento (1995-1996). Durante a carreira ministrou várias palestras e debates sobre o jornalismo econômico, economia brasileira, carreira e mercado de trabalho, além de participar de diversos programas na rádio Guarani e TV Alterosa, onde fazia comentários sobre as matérias publicadas no jornal.
 
Em 2011, foi mediadora de debate em lançamento do livro 2022 – Propostas para um Brasil Melhor no Ano do Bicentenário (Editora Campus), organizado pelos economistas Fábio Giambiagi e Cláudio Porto.
 
Acumula prêmios de destaque no currículo, tais como: o Prêmio Fiat Allis de Excelência Jornalística 1993, com a matéria Novos Municípios terão problemas financeiros; Prêmio PQN de Ouro 2007, como Melhor Repórter de Economia, concedido pelo site eletrônico Pão de Queijo Notícias; conquistou o 3º lugar do Prêmio Amis de Jornalismo 2005, pela veiculação da matéria O Barato Indispensável; foi 2º lugar do Prêmio Amis de Jornalismo 2004, com a matéria Pequenos se unem para ganhar espaço; foi finalista do Prêmio Allianz Seguros de Jornalismo (2010), com a reportagem Micro, Inseguro e Desconhecido; também foi finalista do Prêmio CNH de Jornalismo Econômico (2010), com a reportagem A Triste Sina das Cidades Encardidas; e recebeu uma Menção Honrosa do Prêmio Newton Paiva de Jornalismo Econômico (1998).
 
Dentre as coberturas que marcaram a carreira, a jornalista destaca a série de matérias realizadas em Buenos Aires sobre as empresas brasileiras com negócios na Argentina, publicadas no jornal em 1995. Com Teresa Caram e Márcia Cruz, mantém, desde abril de 2009, o blog Trabalho e Carreira, um espaço onde debate temas relacionados à carreira e mercado de trabalho.
 
Segue como repórter de Economia do Estado de Minas e tem se especializado em coberturas relacionadas às indústrias e exportações.
 
 
Atualizado em fevereiro/2012 – Portal dos Jornalistas/MG
Fonte:
Informações fornecidas pela própria jornalista
 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *