João Domingos

João Domingos vive a política na capital do Brasil, Brasília, DF. É jornalista há 35 anos (completou em 2014). Mora em Brasília há 29 anos. Está na editoria de política do jornal Estadão, há 21 anos.
 
Ele tem vivência nos bastidores do poder com atuação anterior nos veículos: Folha de S.Paulo, O Globo, Jornal do Brasil e Gazeta.
 
Entrou para o jornal O Estado de S.Paulo em 1993, um pouco antes, em 25 de setembro de 1992, o Congresso Nacional havia aprovado o impeachment do presidente Fernando Collor. Assumiu o vice-presidente Itamar Franco. Em junho de 1992, ocorre no Rio de Janeiro o encontro mundial para o meio ambiente. A reunião ficou conhecida como ECO 92. Em 21 de abril de 1993, foi realizado no Brasil o plebiscito sobre sistema de governo. Ganhou a República Presidencialista. Em 1 de maio de 1994 faleceu o piloto de Fórmula 1 brasileiro Ayrton Senna, durante uma prova em Imola (Itália). Em julho de 1994, ocorreu a Copa do Mundo de Futebol nos Estados Unidos e o Brasil tornou-se tetracampeão. Em 1 de janeiro de 1995, tomou posse como presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso. Em 1 de julho de 1994 teve início o Plano Real, criado para diminuir e controlar a inflação no Brasil. Em 6 de maio de 1997 é leiloada a maior empresa de minério do Brasil, a Vale do Rio Doce. Em 1 de janeiro de 1999, o euro passa a circular em 11 países da União Europeia. Domingos viveu e cobriu esses acontecimentos.
 
É vencedor do prêmio ESSO de Jornalismo 1997, na categoria Informação Econômica com a reportagem sobre o crime, que foi “O Escândalo dos Precatórios”. Os vencedores do Prêmio Esso foram os jornalistas Ribamar Oliveira, João Domingos e Kássia Caldeira com a série de reportagens publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo.
 
Em junho de 2014, Domingos participou do programa da GloboNews Fatos e Versões pilotado pela jornalista Cristiana Lôbo, onde analisou os desdobramentos dos acontecimentos da Copa do Mundo no Brasil, vaias à presidente Dilma e a evolução das campanhas políticas para presidência com a confirmação de alguns candidatos.
 
Em março de 2015 João Domingos Araújo despediu-se do Estadão-DF após 14 anos de atuação como repórter na sucursal do Estadão em Brasília, em sua segunda passagem no jornal. Deixou um texto no facebook de bom gosto e alto astral que o Portal reproduziu com a sua autorização: Reflexões sobre a atoíce.
 
Pouco mais de seis meses após sua saída do Estadão, no início de outubro João retornou ao Grupo Estado, assumindo a coordenação do serviço de Análise Política do Broadcast Político.
 
Na prática, sua função consiste em examinar, em tempo real, o intenso noticiário nacional a fim de rapidamente expor aos assinantes os bastidores, as estratégias e as perspectivas para o complexo cenário do Governo Federal e dos demais atores da política.
 
Profissional com 36 anos (em 2015) de carreira, 30 deles dedicados ao jornalismo político em Brasília, 22 anos deles só no Estadão, pelo qual conquistou, em 1997, o Esso de Economia.
 
 
Atualizado em setembro/2015  – Portal dos Jornalistas
 
Fontes:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *