João Carlos Albuquerque

João Carlos de Albuquerque Veronese nasceu em Brotas (SP), em 24 de junho de 1955.
Começou a carreira em 1973, na rádio Universal, de Santos (SP), cobrindo as “penúltimas” partidas de Pelé no Santos Futebol Clube ? só não cobriu a última, contra a Ponte Preta. Após cursar Direito, voltou ao rádio, cobrindo a Copa do Mundo de Futebol da Argentina 1978 pela rádio Capital, em São Paulo (SP).
Três anos depois, foi para a rádio Gazeta. Estreou na TV em 1983, apresentando o Jornal do Esporte na TV Gazeta.
Em 1986 foi para a Record para apresentar o telejornal Jornal da Record e o São Paulo à Tarde. Em 1988, se transferiu para a Rede Manchete, onde apresentou principalmente o São Paulo 7:30.
Em 1990 Albuquerque compôs o time do SBT. Depois, de 1991 a 1998, esteve na TV Cultura.
Desde 1998 está na Espn Brasil, onde apresenta os programas Bate-Bola, Limite (especializado em automobilismo, onde divide a bancada com os jornalistas Mauro Cézar Pereira e Flavio Gomes) e no programa É Rapidinho.
O apelido de Canalha é recente e surgiu por acaso. Albuquerque recebeu uma repreensão por parte de um telespectador e, brincando indignação, soltou um sonoro “Canalha!” no ar, motivo pelo qual passou a responder por ele. Seus próprios colegas de emissora o tratam assim.
Atualizado em novembro/2011 – Portal dos Jornalistas.
Fontes:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *