Giovanni Lorenzon

Giovanni Lorenzon nasceu na cidade de Jaú, interior de São Paulo. Começou a carreira, ainda na faculdade, como estagiário dos Diários Associados em São Paulo.
Com o encerramento das atividades do jornal, passou pelo Shopping News e DCI, onde teve em Aloísio Biondi seu guru e introdutor no jornalismo econômico. Teve uma rápida passagem pela Folha, onde voltou anos depois para trabalhar na Agência Folha. Fez a revista Afinal, foi para o Jornal da Tarde e depois para o Estadão. 

Sobre o JT ele conta: “Em algum momento de 1989, dividindo o mesão da Economia do JT com os grandes amigos Fábio Paim e Vicente Dianezi, diante das muitas caravanas de estudantes que iam visitar as redações dos Mesquistas, lembro-me de ter observado um pequeno cartaz colado numa velha Olivetti com os seguintes dizeres: ‘Não dêem comida as animais’. Não me lembro mais quem foi o ‘ animal’ autor da advertência, mas até hoje morro de rir com a sacada”.

Foi repórter especial da Agência Dinheiro Vivo e editor de economia do Jornal da Record, quando a Revista Imprensa produzia aquele “catatau”, explica ele, que ficava duas horas no ar ancorado pelo Carlos Nascimento.

No Paraná e Santa Catarina, desenvolveu projetos editoriais para os jornais Indústria & Comércio e Jornal do Estado. Também foi repórter da Rádio Trianon.

Sobre a trajetória em diversos cargos e veículos de comunicação, explica com ótimo humor: “Como colaborador e freelancer, rodei tanto ou mais que como funcionário”.

É editor do Business Caipira, revista digital sobre a economia do interior de São Paulo, e diretor da Agência Business Caipira.



Atualizado em novembro/2012 – Portal dos Jornalistas
 
Fonte:
Informações fornecidas pelo jornalista.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *