Fernando Marés de Souza

Nascido em Copenhague, na Dinamarca, em 1976, Fernando Marés de Souza passou parte da infância na África, mas é brasileiro de direito. Estudou em Curitiba nas faculdades de História, Filosofia, e Comunicação Social. Além de Curitiba, morou no Rio de Janeiro, em Florianópolis e em Porto Alegre. Estudou inglês no Bennedictine College, no estado americano do Kansas, e roteiro de cinema na University of Westminster em Londres.

Foi aluno de dois dos maiores teóricos da dramaturgia audiovisual – Robert Mckee e John Truby – é professor de roteiro e prepara um livro sobre o assunto.

Roteirista profissional há mais de doze anos, recebeu vários prêmios e indicações, como da Academia Brasileira de Cinema, do Festival de Recife e do Festival de Curitiba.

Escreveu diversos longa-metragens, entre eles Netto Perde Sua Alma, Cerro do Jarau e Congada da Lapa, além dos inéditos Caminhos que Levam para o Norte e Combate em Santa Maria.

Trabalhou como Assistente de Direção em cinco longas, entre eles Mulheres do Brasil e Garibaldi in America, além de produzir, escrever, dirigir, fotografar e montar dezenas de curtas metragens e vídeo clipes musicais.

Desde 1997 edita o site Scripts on the Net e desde 2003 mantém o portal Roteiro de Cinema. Foi diretor regional da Associação Brasileira de Roteiristas e é membro da Associação de Autores de Cinema. Sócio da empresa Arte & Letra, escreve e presta consultoria de roteiros para cinema e televisão.

Fernando Marés de Souza criou o Blog Porra, Maurício que passou a ser editado por Pablo Peixoto, Rafael Monteiro e Renan Sampaio. O blog analisa sob uma ótica cômica e com duplo sentido os personagens de Mauricio de Sousa. O blog alcançou mais de 1 milhão de acessos em 22 de março de 2010.

Sobre a própria vida Fernando escreve: “Cidadão do mundo desde criança, procurou se aventurar por lugares mitológicos, seja fazendo o caminho Inca em Machu Picchu, mergulhando com tubarões nas Ilhas Galápagos ou explorando moais em Rapa Nui. Viajou também por dezenas de países da América Latina e Europa, como Cuba, México, República Dominicana, Espanha, França, Inglaterra, Escócia, Dinamarca, Suécia, Noruega, entre outros”.

E conclui na terceira pessoa como nos roteiros: “Quando resume sua vida em dois parágrafos, sente-se feliz pelo que já viveu”.

 

 

Atualizado em novembro/2013 – Portal dos Jornalistas

Fontes:

http://www.roteirodecinema.com.br/scripts/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *