Enock Cavalcanti

Enock Cavalcanti da Silva nasceu em 18 de maio de 1953, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, Estado do Rio de Janeiro. Mora no Mato Grosso, em Cuiabá.

Começou no ano de 1973, em Nova Iguaçu (SP), escrevendo artigos para o jornal semanal O Pontual, que circulou das décadas de 70-80. Assinava uma coluna de opinião: Parada Obrigatória para Pensar, no Pontual, em Nova Iguaçu, onde trabalhou também no Correio da Semana e no Jornal de Hoje.

Dos artigos passou à reportagem e depois para a sucursal de O Fluminense e para a redação do Correio da Lavoura. Foi repórter de O Fluminense, Jornal do Comércio, Fatos e Fotos, Manchete e copy desk (revisor) em O Globo.

No período da ditadura militar, atuou na chamada imprensa alternativa, tendo sido fundador do jornal Berro da Baixada e da revista Equipe (Rio).

Em Mato Grosso, trabalhou também em A Gazeta e no Diário de Cuiabá e foi correspondente das revistas Veja, Nova Escola e do Almanaque Abril. Produziu e apresentou na televisão de Cuiabá (canais 27 e 47), o programa Amplo, Geral e Irrestrito. Em Brasília, lançou o blog DeBrasilia.com.

Sobre a trajetória da carreira, Enock faz um resumo das principais atuações em assessoria parlamentar: durante 12 anos trabalhou na Assembleia de MT, depois dois anos na Câmara Federal, e mais sete anos no Senado Federal.

Em junho de 2015, está bem longe de Nova Iguaçu, atuando como editor de Cultura do Diário de Cuiabá, no Mato Grosso. Colabora também com o jornal semanal Circuito MT.

Enock está em Cuiabá desde 1987, para onde foi atendendo a convite do jornalista Rubens Lemos (ex-secretário de Comunicação da Prefeitura de Cuiabá, e do tio dele, Juca Lemos, já falecido), do deputado e procurador do Estado Benedito Alves Ferraz, do radialista João Dorileo Leal, do antigo Jornal do Dia e de Dante de Oliveira (ex-prefeito de Cuiabá, ex-governador de Mato Grosso, já falecido).

Mantém o blogue opinativo paginadoe (Página do E.) na internet.

Como sindicalista foi um dos fundadores do Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa de Mato Grosso e compõe o conselho fiscal do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso, na gestão “Não Abandonem o Gilmar”.

 

Atualizado em junho/2015 – Portal dos Jornalistas

Fontes:

Informações iniciais conferidas pelo jornalista

www.paginadoe.com.br

http://paginadoenock.com.br/perfil/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *