Durval Guimarães

Durval Campos Guimarães nasceu em 15 de janeiro de 1949, em Almenara (MG). Começou no Jornalismo em 1967.
Baseado em Belo Horizonte, teve passagens pela revista Veja e pelo jornal O Globo. Foi chefe da sucursal da Gazeta Mercantil, ocupando depois por muitos anos o posto de diretor do jornal em Minas Gerais. Foi um dos criadores dos jornais O Tempo e Pampulha.
É editor da revista Fato Relevante, publicação mineira dedicada a negócios, gestão, economia e política, vinculada à Pro-Ativa – Planejamento e Assessoria de Mídia, empresa da qual é sócio.
Foi saxofonista da Sociedade Musical Carlos Gomes, uma das orquestras mais tradicionais das Gerais. Em sua homenagem, o compositor Belini Alves de Andrade compôs o choro Inspirado. Recentemente, tocava na Mackenzie Sunset Lovely Band, ao lado de mais onze músicos. É líder do bloco carnavalesco Trema na Linguiça, formado em 2009, em homenagem à reforma ortográfica, e que em 2012 mudou de nome para Diz Que Me Ama, Pô!.
Na área esportiva, foi diretor social, vice-presidente e presidente do Mackenzie Esporte Clube, que disputou a Superliga Feminina de Vôlei por quatro anos seguidos. Desde 2011, é presidente do Comitê de Desenvolvimento Institucional e Social do Esporte Clube Ginástico.
É membro da Seção de Minas Gerais da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS/MG).
Atualizado em março de 2012.
Fontes:
Livro Jornalistas Brasileiros – Quem é Quem no Jornalismo de Economia (Mega Brasil/Call Comunicações, 2005).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *