Cristina Serra

Cristina Serra nasceu em Belém/PA em 10 de agosto de 1963. Se formou na Universidade Federal Fluminense (UFF), mas fez parte do curso na Universidade Federal do Pará (UFPA)

A militância estudantil aproximou-a da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos, que editava o jornal Resistência, onde começou a trabalhar como repórter em 1982. Era uma publicação com notícias políticas e de cotidiano, que fazia oposição ao Regime Militar.  
 
No Rio de Janeiro, Cristina fez um estágio no jornal O Globo e na Tribuna da Imprensa, onde cobriu a campanha das Diretas Já (1984).
 
Logo após se formar, foi para a reportagem política do Jornal do Brasil, onde cobriu a campanha eleitoral para Governador do Estado do Rio de Janeiro em 1986 e a campanha presidencial de 1989. Teve uma rápida passagem pela revista Veja, em 1989, e voltou para o JB em seguida. 
Entrou na TV Globo em 1992. Foi repórter do RJTV e do Bom Dia Rio, até ingressar na editoria de política, em 1995, a partir de Brasília/DF.  
 
Uma das matérias de grande repercussão foi feita em 1997, na prisão de Jorgina de Freitas, advogada e procuradora do INSS que organizou um esquema de desvio de verbas de aposentadorias, uma fraude de R$ 500 milhões.
 
Entre 2002 e 2005, foi correspondente em Nova York para a TV Globo. De volta ao Brasil, chegou a co-apresentar o Jornal das 10, da GloboNews, a partir de Brasília/DF, além de fazer reportagens de política e de jornalismo geral para a TV Globo.  
No início de 2012, a repórter esteve na Antártida, onde visitou a base chilena e a base brasileira de pesquisa e conversou com cientistas brasileiros. 

 


Atualizado em junho/2012 – Portal dos Jornalistas.

Fontes: 

http://memoriaglobo.globo.com/Memoriaglobo/0,27723,GYP0-5271-278191,00.html, acessado em junho/2012. 

http://www.oimpacto.com.br/jorge-serique-social/entrevista-4/, acessado em junho/2012.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *