César Seabra

César Seabra Nascimento nasceu em 17 de março de 1961, no Rio de Janeiro (RJ). Se formou em Jornalismo pela Faculdade da Cidade, em 1983, e começou a carreira trabalhando nos Jornais de Bairros de O Globo (RJ).
Atuou como repórter do Globo-Tijuca, tornando-se redator, subeditor, até chegar à editoria de Política do jornal carioca, onde cobriu a eleição do ex-presidente Fernando Collor. Depois, seguiu para a editoria Rio. Entre 1991 e 1995, foi editor de Esportes, época em que acompanhou a morte de Ayrton Senna, em 1994; e a vitória da Seleção Brasileira no tetra mundial de futebol. Nesse período, a equipe liderada por ele no jornal ganhou o Prêmio Esso de Informação Esportiva, com a série de reportagens Corrupção no Futebol do Rio.
Em 1997, participou da criação do jornal esportivo Lance!. Colaborou nas montagens das equipes no Rio e em São Paulo, participando da linha editorial do jornal, e chefiando a equipe na cobertura da Copa da França em 1998, onde atuou como principal colunista da publicação durante oito meses.
Em 1999, assumiu a direção da TV Globo, no Rio, e permaneceu no cargo até 2003, com a missão de renovar a redação e modernizar a linguagem dos jornais locais. No início de 2004, assumiu a redação do escritório da TV Globo em Nova Iorque, onde acompanhou a reeleição de George Bush, a devastação do furacão Katrina, o massacre de Virginia Tech e a eleição de Barack Obama. Em 2007, cobriu a Copa de Futebol da Alemanha e os Jogos Pan-Americanos do Rio.
Em 2009 foi convidado a assumir a direção da Globo News, no Rio de Janeiro, onde implantou mudanças visuais e comandou, entre outras coberturas, as chuvas da serra carioca, o terremoto e o tsunami no Japão, as eleições de Dilma Rousseff, o resgate dos mineiros no Chile, a morte de Osama Bin Laden, o terremoto no Haiti, e os dez anos dos atentados de Onze de Setembro.
Em outubro de 2011, César Seabra passou a ocupar na emissora a recém-criada direção de redação de Esportes de São Paulo, e terá pela frente importantes desafios, como as coberturas da Copa do Mundo no Brasil, em 2014; e as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016.
Última atualização: Setembro de 2011

 

Inicialmente trabalhou como repórter do Globo-Tijuca, tornando-se redator, subeditor de texto até chegar na Editoria de Política do Globo. Trabalhou anos em Nova York, depois na Globo News no RJ.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *