Bruno Calixto

Bruno Dias Calixto formou-se em Jornalismo pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp/SP), em 2007. Como Trabalho de Conclusão de Curso, produziu o livro-reportagem Ouro Verde: Riqueza e miséria nos canaviais, sobre os problemas econômicos e socioambientais da expansão do cultivo da cana-de-açúcar e dos biocombustíveis.
 
Iniciou a carreira na organização não-governamental Amigos da Terra, onde fazia a redação de notícias sobre Política e Economia para o site Amazonia.org.br. Durante a atuação na ONG, participou da cobertura da aprovação do Código Florestal na Câmara dos Deputados, entre 2010 e 2011; da Conferência de Copenhague sobre as Mudanças Climáticas (COP-15/ONU), de dezembro de 2009; das eleições municipais nas capitais da Amazônia, em 2008, e da cobertura sistemática da questão do desmatamento da Amazônia.
 
Ficou fora do Jornalismo por um ano, período em que exerceu o cargo de professor. Em 2010 ingressou no Center for International Forestry Research (Cifor), onde fez um estudo sobre as reportagens publicadas pela mídia brasileira acerca do desmatamento e florestas, analisando enfoque, conteúdo e tendência. Apresentou os resultados em workshop do Cifor em Bogor (Indonésia), no final de abril de 2010.
 
Em junho de 2011, ingressou na revista Época, produzindo reportagens para o site da revista, blogs e mídias sociais.
 
Em setembro de 2012, foi vencedor do Prêmio Jornalistas&Cia/HSBC de Imprensa e Sustentabilidade, com Laura Lopes e Liuca Yonaha, na categoria Internet, com a reportagem O caminho do lixo. A matéria mostra o destino das 180 mil toneladas diárias de lixo produzidas em São Paulo (SP), além de orientar como fazer corretamente a separação do lixo, coleta, rejeitos, biogás e lixo eletrônico e comentar sobre o Plano Nacional de Resíduos Sólidos.
 
Segue em 2015 como Jornalista e repórter do site de Época. Atuação em jornalismo ambiental e jornalismo online – digital. Assina o Blog do Planeta com Alexandre Mansur, no porta da Época e na globo.com.
 
 
 
Atualizado em julho/2015 – Portal dos Jornalistas
 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *