Boris Feldman

Boris Feldman nasceu em Belo Horizonte (MG), em 10 de julho de 1944. Graduou-se em Engenharia Elétrica e Mecânica na Universidade Federal de Minas Gerais (Ufmg), em 1968, e em Comunicação Social/Jornalismo na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Belo Horizonte (Fafi-BH), em 1985 . É pós-graduado em Engenharia Econômica pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PucMG), em 1971.
 
Trabalha como jornalista especializado em veículos e automobilismo desde 1966, já começando como editor do caderno de Veículos da sucursal mineira do jornal Última Hora (RJ). Posteriormente, atuou como repórter no Diário de Minas (MG). Nessa época, teve a primeira oportunidade de fazer uma cobertura internacional, comentando a Fórmula 1 na Europa. Paralelamente, começou a trabalhar como engenheiro mecânico nas áreas técnica e comercial da fabricante de autopeças Metal Leve/Mahle.
 
Entre 1977 e 1981 trabalhou no setor automobilístico do Jornal de Casa (MG) e do Jornal de Shopping (MG), que pertenciam ao jornal Estado de Minas (MG). Foi também editor do programa Auto Papo na TV Bandeirantes, entre 1980 e 1983. Em 1988, decidiu investir somente na carreira de jornalista: deixou a Metal Leve, aonde mantinha uma carreira consolidada em 20 anos, e tornou-se produtor e apresentador do Auto Papo na rádio Alvorada, lá permanecendo até 2004. Concomitantemente, entre 2004 e 2008, atuou como editor do programa Vrum na TV Alterosa. Atuou, ainda, como editor do caderno de Veículos do Estado de Minas de 1982 a novembro de 2014, onde também assinou a coluna Boris Feldman e chegou a editar três cadernos semanais sobre a indústria automotiva, inclusive o Vrum, que virou referência nacional. Além disso, foi diretor, produtor e apresentador do programa Vrum, que voltou a ser veiculado pela TV Alterosa e SBT, de março de 2008 a junho de 2015, e apresentador do boletim Auto Papo, transmitido por mais de 40 emissoras de FM de todo o País.
 
Desde outubro de 2009, mantém o Blog do Boris, um espaço onde discorre com autoridade sobre o universo automobilístico, com muitas reportagens e vídeos, inicialmente no portal Uai e, desde junho de 2014, no portal R7. Passou, em maio de 2013, a publicar coluna no jornal O Povo (CE), reproduzindo-a, a partir de dezembro de 2014, no jornal Hoje em Dia (MG), do grupo Bel, onde ocupou o cargo de colunista e editor do caderno semanal Auto Papo e, depois de setembro de 2015, do mensal Auto Papo Premium, destinado ao segmento de veículos de luxo.
 
Foi eleito em 2014 e reeleito em 2015 para o Top 100 dos +Admirados Jornalistas do Brasil, constando também no Top 10 dos +Admirados Jornalistas da Imprensa Automotiva 2015, em pleitos organizados pelo J&Cia em parceria com a Maxpress.
 
Em maio de 2016, deixou o cargo de editor do Hoje em Dia – mantendo, contudo, as colunas de segunda a sexta-feira – para preparar o lançamento, em outubro, na cidade de São Paulo (SP), do portal de notícias Auto Papo, criado em parceria com o empresário Marcus Quiroga, CEO da Mind Marketing e Inteligência Digital. Aproveitou a ocasião para festejar 50 anos de carreira e relançar o livro Noiva Eletrônica: Crônicas ligeiras sobre rodas (Gutenberg Autêntica, 2014 – com ilustrações de Mario Vale), “cinquenta textos para quem quer entender de carro de forma leve e didática, retratando as situações do dia a dia”, segundo o autor.
 
Participou como piloto de competições de vários rallies e corridas de automóveis. É apaixonado por música clássica e automóveis antigos, colecionador de carros e presidente do Veteran Car Club de Minas Gerais. Virou personagem de gibi, estrelando a história em quadrinhos Boris Feldman: 50 anos no rastro da notícia.
 
 
Atualizado em novembro de 2016
 
Fontes:
Informações iniciais em 2012 fornecidas pelo próprio jornalista

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *