Benjamin Abaliac

(04 de setembro de 1947, Rio de Janeiro/RJ / 29 de maio de 2014, Belo Horizonte/MG)
 
nasceu na capital do Rio de Janeiro (RJ), em 4 de setembro de 1947. Chegou a cursar dois anos de Engenharia Civil na capital carioca, quando resolveu mudar para Belo Horizonte (MG). Lá chegando, não conseguiu transferência para as faculdades da capital mineira, que ainda não ofereciam o curso. Algumas semanas mais tarde, Benjamin foi em um almoço com um amigo que era jornalista e, conhecendo um pouco mais da profissão, identificou-se com ela e decidiu estudar Jornalismo. Passou no vestibular de Comunicação Social na Universidade Federal de Minas Gerais (Ufmg/MG), formando-se em 1974.
 
O primeiro emprego foi como repórter freelancer das sucursais das revistas Veja (SP) e Placar (SP) em Minas Gerais, emprego arrumado pelo amigo jornalista. Nessa época, escreveu uma matéria anunciando o Campeonato Brasileiro de Futebol de Mesa, seu primeiro contato com esse esporte.
 
Em 1975, atuou como assessor de Imprensa da Secretaria de Agricultura de Minas Gerais, onde permaneceu por três anos. Na época, também abriu um bar na capital mineira chamado Chorare, do qual foi proprietário por mais de dez anos.
 
Apaixonado por esportes, é um dos maiores incentivadores do Futebol de Mesa em Minas Gerais. Fundou, junto com outros amigos conhecidos no bar, o Grêmio Mineiro de Futmesa. Desde 1982, o clube já esteve presente em vários campeonatos brasileiros, mineiros, Copas do Brasil, torneios interestaduais, além de promover vários outros.
 
Em 1983, foi campeão brasileiro de futebol de mesa, fato noticiado em vários veículos de comunicação, como a TV Globo e a revista IstoÉ. O fato chamou a atenção do então governador de Minas, Tancredo Neves (1910-1985), que, através de sua assessoria, mandou um telegrama parabenizando o jornalista e pedindo para que o mesmo comparecesse no Palácio da Liberdade no dia seguinte, onde foi cumprimentado pelo futuro presidente da República. Logo depois, retornou à atividade profissional como assessor de imprensa do Governo de Minas Gerais.
 
Em 1987, foi convidado pelo jornalista e amigo Daniel Gomes, então editor de Esportes do jornal Estado de Minas, para trabalhar como colaborador nas coberturas de futebol internacional. Um ano depois, foi efetivado como repórter.
 
Entre 1992 e 1994, assinou a coluna Toque de Primeira, onde fazia comentários e análises dos jogos esportivos, principalmente sobre futebol. A coluna teve grande repercussão na época, e várias pessoas paravam o jornalista na rua para falar da admiração pelo seu trabalho.
 
Conquistou como reconhecimento o cargo de presidente de Honra do clube Grêmio Mineiro de Futmesa, considerado o segundo clube mais antigo em atividade e, certamente, um dos que mais comemoraram títulos coletivos e individuais.
 
Em 2012, completou 25 anos no jornal. Nesses anos, escreveu matérias para todos os cadernos. Ocupou o cargo de subeditor de Esportes do jornal O Estado de Minas até dezembro de 2013.
 
O jornalista Benjamin Abaliac, morreu na quinta-feira, 29 de Maio de 2014, em Belo Horizonte, MG, devido a um mal súbito que lhe acometeu.
 
O Benja como era carinhosamente chamado pelos amigos deixou a marca de um jornalista íntegro e cordial.  Amante do esporte e amado pelos companheiros.
 
 
Atualizado em 30 de maio/ 2014 – Portal dos Jornalistas/MG
 
 
 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *