Geraldo Nunes assume cadeira na Academia Paulista de História

O repórter aéreo da rádio Estadão/ESPN Geraldo Nunes, que há algumas semanas foi tema do quadro Memórias da Redação, foi empossado nesta 4ª.feira (7/12) como membro da Academia Paulista de História. Ele passa a ocupar a cadeira nº 26 (cujo patrono é Diogo de Vasconcelos), sucedendo padre José Affonso de Moraes Passos.?Espero estar a altura daquela casa, que é muito respeitada. Grandes nomes já passaram por lá, profissionais de vários setores, inclusive jornalistas como eu, o que valoriza muito nossa profissão?, afirma.  Por muitos anos à frente do programa São Paulo de todos os tempos, Geraldinho, como também é conhecido, lançou nos anos de 2001 e 2005, dois livros que carregam o mesmo nome do programa, onde relata as histórias mais interessantes dos ouvintes que eram contadas no ar. Segundo ele ?a academia sempre elogiou esse trabalho que para eles era uma espécie de associação da memoria oral com a escrita, já que eu colocava os depoimentos das pessoas numa plataforma escrita e permanente?, afirma. Na APH, irá integrar-se a outros colegas da área de comunicação, como Heródoto Barbeiro (cadeira 19) e Ruy Martins Altenfelder Silva (cadeira 1).