Folha de S.Paulo cria Núcleo de Inteligência

Em julho, passará a funcionar na Redação da Folha de S.Paulo o Núcleo de Inteligência da Folha (NIF), que terá participação em pautas que envolvam grandes bases de dados, seja auxiliando outras unidades, seja executando-as do começo ao fim. Segundo comunicado do jornal, o núcleo será coordenado por Fábio Takahashi, que responderá diretamente à Secretaria de Redação.

Ex-editor adjunto de Treinamento do jornal, Fábio volta ao Brasil no final do mês, depois de dez meses como pesquisador da Universidade de Columbia em Nova York, por meio da Spencer Fellowship in Education Reporting. Nesse período, pesquisou sobre os currículos nas escolas americanas e em maio, publicou um texto na Ilustríssima, como resultado de seu trabalho. A matéria trazia também comparações com Base Curricular Nacional, que está sendo implementada no Brasil.

Com ele volta a esposa Renata Cafardo (ex-TV Globo – recafardo@gmail.com), que aproveitou o tempo para finalizar a redação do livro O roubo do Enem, que será publicado ainda este ano pela editora Record. Ele conta bastidores e novidades sobre a história do roubo da prova, em 2009, noticiada com exclusividade pelo Estadão, em que Renata trabalhava na época. O livro também mostra toda a trajetória do Enem, desde a sua criação, em 1998, passando pela grande mudança em 2009 e as perspectivas atuais da maior prova do País. Segundo Renata, foram dois anos de apuração e uma centena de entrevistas: “Vou me dedicar à divulgação do livro na volta ao Brasil”.

Durante o período em Nova York, ela também fez colaborações para a Folha de S.Paulo, como a cobertura dos primeiros meses do governo Trump e a fuga de Eike Batista para a cidade. Além disso, foi uma das cerca de 20 jornalistas internacionais selecionadas para participar, em março, do Dart Center Global Reporting Institute, curso especial sobre a primeira infância, na Universidade de Columbia.

“Chegaremos ao Brasil em 27 de junho e participaremos nos dias 28 e 29 do 1º Congresso de Jornalismo de Educação, como mediadores”, conta ela. “Eu também vou ser palestrante, numa mesa que discutirá grandes reportagens de educação, e falarei sobre a matéria do roubo do Enem. Eu e o Fábio somos fundadores da Jeduca, que organiza o congresso”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *