Fernando Molica será âncora na CBN Rio

Fernando Molica será o novo âncora do programa CBN Rio. A estreia está marcada para 16 de janeiro. Formado pela ECO-UFRJ, Molica trabalhou nas sucursais do Estadão e da Folha e foi chefe de Reportagem de O Globo. Ingressou em 1996 na TV Globo, como repórter especial do Fantástico e de telejornais, e aí esteve por 12 anos. Uma de suas reportagens ganhou o Prêmio Vladimir Herzog de Direitos Humanos. Em 2008, assumiu a coluna Informe do Dia, no jornal O Dia, e uma crônica semanal, até maio de 2016. É desta época o prêmio Orilaxé, da ONG AfroReggae, para a inclusão social. Coordenou o MBA em Jornalismo Investigativo e Realidade Brasileira da FGV. Foi diretor da Abraji. Como escritor, publicou quatro romances. Notícias do Mirandão e Bandeira negra, amor foram lançados também na Alemanha. Por duas vezes, foi finalista do Jabuti. Tem ainda na bagagem um infanto-juvenil e um livro-reportagem. Participou de quatro coletâneas e organizou, para a Abraji, três antologias de reportagens. O trabalho de Molica tem dois lados bem conhecidos: o jornalismo investigativo e o colunismo de política. J&Cia perguntou a ele qual desses iria prevalecer no programa, mas ele evitou a questão: “Estou chegando agora, muito feliz, muito animado. O programa não é meu, é da CBN. E tem uma cara: a do Rio de Janeiro. Estou começando a conversar, tudo o que eu falar seria especulação. Qualquer informação seria incorreta. Como sou repórter e prezo a informação correta, prefiro não falar”.