Editora Três inicia processo de demissão por justa causa de Alan Rodrigues

Na manhã de 16/1, a Editora Três afastou de suas funções o editor Alan Rodrigues, que é diretor sindical, iniciando contra ele um processo de demissão por justa causa. Segundo o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, a empresa alegou que a suspensão “se deu em razão de testemunho prestado pelo jornalista perante a Justiça do Trabalho” em um processo em que um repórter-fotográfico, ex-funcionário PJ da editora, reclama seu vínculo trabalhista. “É uma atitude antissindical, que merece o mais amplo repúdio do movimento sindical e democrático”, afirmou Paulo Zocchi, presidente do Sindicato.“Isso é gravíssimo. Tentam banir o Sindicato da empresa, em vez de corrigir as inúmeras irregularidades”. Na editora há 23 anos, Alan foi finalista do último Prêmio Esso, com a série de reportagens Trensalão Tucano, o escândalo de corrupção do metrô de São Paulo, para IstoÉ. Ele diz que vai lutar para reverter a decisão. Procurada, a empresa não se manifestou, mas fonte de J&Cia informou que a decisão do processo por justa causa teria sido da área de RH.