Cortes na Band podem chegar a 300

Depois de Record, SBT e Globo promoverem cortes em seu jornalismo no final de 2017, agora foi a vez da TV Bandeirantes. E ao que aparenta, o impacto na emissora paulista foi o maior de todos. Segundo informou Flavio Ricco em sua coluna no UOL, cerca de 300 postos de trabalho foram fechados, mas a empresa não divulgou nenhum número oficial. Ele afirma ainda que a onda de cortes deverá atingir entre 30% e 35% do efetivo do grupo. Dentre os nomes confirmados estão o experiente repórter Antonio Petrin e a chefe de Redação Débora Cunha.

De acordo com Cristina Padiglione, em seu TelePadi, os rumores de que um grande corte era previsto rondavam a emissora desde o final do ano passado. O impasse gerou indefinições nas escalas de fim de ano, causando inclusive agressão física entre dois editores que terminaram demitidos antes do grande corte. Ainda no início de dezembro já havia sido demitido o vice-presidente de Programação e Comercial Diego Guebel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *