Corte na Folha de S.Paulo atinge várias editorias

Teve início esta semana e ainda está em curso um novo movimento de corte de pessoal na Folha de S.Paulo, que deverá, segundo rumores de mercado, atingir praticamente todas as editorias do jornal. Antes, na semana passada, o Agora São Paulo, também do Grupo Folha, oficializou o congelamento de três vagas, uma delas a do repórter Juliano Moreira, da editoria Grana, que pediu para sair para tocar projetos pessoais e não será substituído; as outras duas eram de frilas da Redação, usadas em coberturas ocasionais, que agora deixam de existir. Tempos atrás, quem também deixou o jornal foi o editor-chefe Luiz Carlos Duarte. Portal dos Jornalistas confirmou que estão de saída do jornal, entre outros, Alexandre Aragão e Ricardo Mendonça, do caderno Poder; Marcelo Plieger (a pedido), da Arte; e Juliana Cunha, da Ilustrada. O Portal também confirmou o corte de todos os estagiários e uma saída em Cotidiano. Em nota interna, o jornal informou que, a partir de 7/3, haverá a fusão das equipes de TV Folha e Fotografia na nova editoria de Imagem, a ser comandada por Fábio Marra. Na mesma data, Camila Marques, que editava a TV Folha, passa a responder pela editoria de Audiência e Dados. No caderno Mercado, Toni Sciaretta, a exemplo do que já havia acontecido no ano passado com Mariana Barbosa, troca a relação de empregado pela de colaborador, convidado a permanecer atuando em projetos especiais e, principalmente e com assiduidade, em reportagens sobre finanças, assunto no qual é especializado e se destaca.