Claudio Tognolli deixa a Jovem Pan

Contratado no início do ano pela Jovem Pan, onde integrava o Morning Show, Claudio Tognolli deixou a empresa em 17 de novembro. Conforme afirmou à repórter Nathália Carvalho, do Comunique-se, foi demitido “a pedido do Reinaldo Azevedo“.

Segundo Nathália, fontes informaram que Tognolli foi desligado da rádio por ter-se desentendido com Azevedo. “A confusão teria começado com um post que ele compartilhou no Facebook, cujo conteúdo apresentava enquete entre internautas que pediam a demissão do comentarista de política e apresentador do programa Os pingos nos is”.

Também procurado pela repórter, Azevedo negou qualquer responsabilidade no episódio: “Não contrato nem demito ninguém na Jovem Pan. Não tenho poder para isso. Nem tempo. Minha influência na rádio se limita ao programa Os pingos nos is, que ancoro. É só. O resto é fofoca de desocupados”.

A assessoria de imprensa da Jovem Pan informou ao Comunique-se que não comenta casos de demissões. Tognolli disse a Nathália que pretende seguir sua carreira de professor universitário e adiantou que está trabalhando em quatro livros, com previsão de lançamento para 2017, além de ter iniciado um canal no YouTube: “Resolvi atender aos pedidos de quase três mil tuiteiros e comecei a postar os vídeos nesta terça-feira, 22”.

O tema do primeiro vídeo foi Dinheiro vivo na Lava Jato. Ainda segundo a repórter, em outubro saiu Carlos Graieb, que havia sido contratado em agosto com Vera Magalhães, após ambos deixarem Veja. Não há mais informações sobre a demissão dele.