Agência Pública abre nova campanha de financiamento para reportagens

A Agência Pública começou esta semana (12/9) uma campanha de financiamento coletivo para a terceira edição da Reportagem Pública, que vai até 26 de outubro. O projeto tentará levantar R$ 80 mil para produzir oito reportagens. Os repórteres propõem as pautas e o público escolhe as que quer ver transformadas em reportagens investigativas.

A Agência propõe uma parceria com os leitores: quem contribuir com a campanha pode escolher as pautas. Quem participa do projeto tem direito a entrar no grupo de discussões da Reportagem Pública no Facebook. Lá, a equipe divulga novidades sobre as reportagens e também é possível sugerir fontes e informações para os repórteres.

Quem contribuir também ganha recompensas especiais, como adesivos, cadernos, fotografias e ingressos para um workshop sobre como identificar notícias falsas. Em tempos de fake news, a Pública reforça o caráter investigativo de seu jornalismo, com o mote Você só sabe da verdade se você investiga.

Realizado a cada dois anos – o primeiro em 2013 e o segundo em 2015 –, o projeto já rendeu 25 reportagens financiadas por 1.738 apoiadores e que ganharam seis prêmios nacionais e internacionais.

As contribuições devem ser feitas na página do projeto no Catarse. Dúvidas podem ser esclarecidas com Marina Dias (marinadias@apublica.org ou 11-3661-3887 e 11-948-362-247), coordenadora de comunicação da Agência.

Conselho Consultivo

 

Na semana passada (8/9), a Pública renovou seu Conselho Consultivo, cujo papel é avaliar, opinar e aconselhar os profissionais da Agência tanto sobre o conteúdo publicado como sobre questões institucionais. Criado logo após sua fundação, em 2011, é composto por jornalistas experientes e lideranças do Terceiro Setor, já que a Pública é uma ONG sem fins lucrativos. O Conselho não tem poder decisório nem remuneração, mas se reúne para debater a produção e o planejamento realizados pelos profissionais da equipe. Após a recente renovação, formam o colegiado Ana Toni, Carlos Azevedo, Dorrit Harazim, Eliane Brum, Eugênio Bucci, Jan Rocha, Ricardo Kotscho e Rosental Calmon Alves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *