O adeus a Villas-Bôas Corrêa

Luiz Antônio Villas-Bôas Corrêa, o mais antigo jornalista político do País, morreu na noite dessa quinta-feira (15/12) por falência múltipla de órgãos. Ele estava internado há uma semana no hospital São Lucas, em Copacabana, no Rio, com problemas respiratórios. Villas tinha 93 anos, era viúvo e deixa dois filhos “um deles Marcos Sá Corrêa, também jornalista”. três netos e três bisnetos.

Segundo o G1, ele será cremado, mas ainda não há informações sobre o dia. Carioca, começou no jornalismo em 1948, no extinto A Notícia. Esteve também em Diário de Notícias, O Dia, Jornal do Brasil (30 anos), O Estado de S. Paulo (23 anos na sucursal do Rio) e Rádio Nacional. Foi também comentarista político da TV Bandeirantes e da extinta TV Manchete.

Aos 85 anos, autodefiniu-se como o “último sobrevivente da geração que cunhou o modelo de reportagem política que ainda hoje se pratica”. Tem dois livros de memórias publicados: Casos da fazenda do Retiro (2001) e Conversa com a Memória: a História de meio século de jornalismo público (2002), sua autobiografia como repórter político. (Com informações do G1)